Empresa brasileira oferece serviços de exportação de ouro para pequenas mineradoras

16/09/2015

A brasileira Ourominas, que trabalha com a comercialização de ouro e de câmbio, busca parcerias com pequenas e médias minerações, garimpos e cooperativas para desenvolver as operações e expandir a produção de ouro dessas companhias. A empresa presta serviços que vão de laboratórios a logística de entrega, sem custo, visando desenvolver o empreendimento dos parceiros para, posteriormente, obter lucro negociando ouro com essas mesmas empresas.

A instituição financeira trabalha em especial com empresas do Pará, Mato Grosso e Amapá. Um dos objetivos da companhia é estimular, promover e conscientizar o garimpeiro, demonstrando como é possível ganhar mais dinheiro por meio de operações legais.

“Nós criamos uma frente de negócios chamada Omex para atender às dificuldades das pequenas e médias minerações, oferecer serviços que vão além da compra e venda de ouro. A gente oferece toda logística, indústria e estrutura comercial e exportadora. A gente faz uma pré-análise no local, mostra a quantidade de ouro que aquele garimpeiro ou pequena mineradora tem, uma série de serviços e tudo isso sem custo”, afirmou Mauricio Gaioti, gerente comercial da Ourominas.

Em conversa com o NMB no estande da empresa durante a EXPOSIBRAM, feira realizada nesta semana em Belo Horizonte (MG) pelo Instituto Brasileiro de Mineração – IBRAM (www.ibram.org.br) , Gaioti disse que com os serviços prestados pela empresa, as pequenas mineradoras, garimpos e cooperativas podem economizar ICMS, PIS, COFINS e IPI na exportação de ouro.

“Nós não temos clientes, mas sim parceiros. Os nossos serviços são sem custo. Quando eu comecei a trabalhar com isso, o que encontrei foi uma realidade carente nesses Estados. Empresas que tinham capacidade, potencial, mas que não encorpavam. A gente quer que essas empresas desenvolvam, porque quando o minerador crescer, eu vou comprar e vender mais ouro para ele”, disse Gaioti.

A Ourominas também trabalha com companhias maiores, no entanto o foco são as pequenas e médias minerações. O gerente comercial da empresa mencionou como parceira a Cooperativa dos Garimpeiros do Vale do Rio Peixoto (Coogavepe), no norte do Mato Grosso, que não tinha representatividade e conseguiu crescer com os serviços da Ourominas.

Gaioti disse que a empresa possui parceiros de logística para rodovias e entregas aéreas. A Ourominas tem uma equipe de consultores e analistas para buscar os melhores preços no Brasil e no mundo para os parceiros e faz análise e tratamento, incluindo fusão e copelação, espectrometria, refino, verificação de teor e pureza, entre outros.

“Nós fazemos treinamento de contabilidade para a mineradora, planejamento tributário, preparamos o minerador, preparamos o ouro em padrão internacional, exportamos pela Omex e estendemos esses benefícios tributários. A gente também pode importar insumos, suavizar na entrada do país, economizando em tributos, e depois exportar a produção de ouro, aumentando o lucro”, afirmou o gerente da Ourominas.

A companhia tem sede em São Paulo e está há 40 anos no mercado. A Ourominas trabalha com a venda online de ouro e de moedas estrangeiras por meio de seu website; compra e vende ouro e certificados de ouro para pessoas físicas e empresas; disponibiliza diversas modalidades de pagamento no comércio internacional, entre outros.

Clique aqui e acesse a matéria.

Notícias de Mineração Brasil

SHIS QL.12 CONJUNTO 0 (ZERO) CASA 04 - Lago Sul - CEP: 71.630-205 - Brasília/DF
(61) 3364-7272 / (61) 3364-7200 - ibram@ibram.org.br Profissionais do Texto
 
Tecnologia  WebAdvisor