Ferrous: aporte de R$ 40 milhões em energia

27/07/2011

A Ferrous Resources do Brasil investirá R$ 40 milhões na instalação de linhas de transmissão de energia em Minas Gerais e no Espírito Santo. A mineradora foi autorizada recentemente pelo Ministério de Minas e Energia (MME) a conectar a Mina Viga, em Congonhas (Campos das Vertentes), e o Terminal Portuário de Presidente Kennedy (ES) à rede básica do Sistema Interligado Nacional (SIN).

De acordo com o diretor de Mineração da Ferrous, Eder de Silvio, as obras deverão ser iniciadas após a empresa receber todo o licenciamento ambiental dos empreendimentos. "A implantação das linhas de transmissão deverão começar em 2012", afirma.

Na Mina Viga os aportes deverão totalizar R$ 17 milhões. Será construída uma linha de transmissão de 11 quilômetros até a subestação da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) em Jeceaba, também no Campos das Vertentes. O consumo previsto no complexo minerário é de 150 megawatts/hora.

Já a maior parte dos investimentos (R$ 23 milhões) será feito no terminal portuário no Espírito Santo. Serão duas linhas de transmissão paralelas, com extensão de 27,5 quilômetros cada. O consumo previsto para o empreendimento é de 217 megawatts/hora.

Segundo Silvio, o direito de utilizar a rede básica resulta em redução de custos operacionais para empresa. O corte nos gastos com a energia elétrica deverá ser entre 15% e 20% após a operação das linhas de transmissão. O empreendimento deverá resultar em maior competitividade para a empresa mineradora.

Além disso, Sílvio destacou que a utilização da rede por parte de empresa eletrointensivas, como é o caso da Ferrous, evita a sobrecarga das distribuidoras de energia elétrica.

Operações - As operações na Mina Viga começaram no mês passado. A jazida ainda opera por meio de uma autorização ambiental provisória e ainda depende da licença de operação (LO).

Quando totalmente concluída, Viga será uma operação a céu aberto com planta de beneficiamento e capacidade para produzir 25 milhões de toneladas por ano de minério de ferro a partir de 2014. Nesta fase, a mina será ligada ao Terminal Portuário de Presidente Kennedy, por um mineroduto de aproximadamente 400 quilômetros de extensão.

A Ferrous detém cinco ativos minerários no Quadrilátero Ferrífero - região que concentra as maiores jazidas do mineral no país - e um ativo na Bahia. A companhia planeja se tornar um dos maiores produtores e fornecedores mundiais de minério de ferro transportado por via marítima, com a meta de exportar para mercados internacionais a um ritmo de 25 milhões de toneladas por ano em meados de 2014 e 62 milhões de toneladas anuais em 2016.

A companhia também iniciou o processo de licenciamento ambiental do projeto Serena, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Até 2016, a produção na jazida deverá totalizar 10 milhões de toneladas/ano.

Diário do Comércio

SHIS QL.12 CONJUNTO 0 (ZERO) CASA 04 - Lago Sul - CEP: 71.630-205 - Brasília/DF
(61) 3364-7272 / (61) 3364-7200 - ibram@ibram.org.br Profissionais do Texto
 
Tecnologia  WebAdvisor